Para receber as principais informações do dia pelo WhatsApp entre no grupo do Portal Nosso Dia clicando aqui. Siga o Nosso Dia no InstagramFacebook e Twitter

PUBLICIDADE

Um professor da rede estadual de ensino de Tapira, no Noroeste do Paraná, foi afastado liminarmente das funções, após um pedido do Ministério Público do Paraná (MPPR). Conforme o órgão, ele é suspeito de praticar importunação e assédio sexual contra alunas – seriam pelo menos três vítimas, todas adolescentes.

Além de estar afastado das funções, a decisão da Justiça proíbe o professor de acessar a escola em que dava aula. A medida cautelar pelo afastamento do investigado foi solicitada pelo MPPR por meio da Promotoria de Justiça de Cidade Gaúcha, responsável pela comarca.

Conforme o MPPR, os elementos já levados pela autoridade policial indicam que o professor, no exercício e valendo-se de sua função pública, constrangia e intimidava as meninas com falas, gestos e toques. Os crimes já estariam ocorrendo há anos, contra diversas estudantes.

PUBLICIDADE

Denúncias – Como pode haver outras vítimas, a Promotoria de Justiça está aberta a receber notícias relacionadas ao caso. O contato é o telefone (44) 3675-1200 e o e-mail [email protected]. Os autos tramitam em sigilo.